EPISÓDIO 13 – ‘Dossier Castelo de Bode’
( 06/07/08 )

Perto do meio-dia de 17 de Junho de 1977, o furriel da Força Aérea Portuguesa José Francisco Rodrigues participava num voo de treino na zona da barragem de Castelo de Bode. A certa altura avista à sua esquerda um objecto estranho que o leva a contactar a torre de controlo de Tancos para confirmar a presença de tal objecto no radar. O piloto decide fazer uma manobra de aproximação que lhe permite, durante breves segundos, observar melhor aquele estranho objecto: tratava-se de uma semi-esfera negra, com 13 a 15 metros de diâmetro, com uma faixa de “janelas” com iluminação amarelada. De súbito o objecto afastou-se, provocando uma grande instabilidade no avião, levando José Rodrigues a uma difícil manobra para recuperar o controlo. Mais ainda, a instrumentação de voo da aeronave ficou afectada após aquele bizarro avistamento.

(Parte 1)

(Parte 2)

(Parte 3)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: