EPISÓDIO 2 – ‘Dossier Évora’
( 13/04/08 )

A 2 de Novembro de 1959, o professor Joaquim Guedes do Amaral, director da Escola Comercial e Industrial de Évora, foi informado da presença de um objecto estranho que pairava nos céus da cidade. Recorrendo à ampliação de um telescópio, o professor observou com mais detalhe um objecto de forma lenticular que mais tarde se viria acompanhar por um segundo objecto cuja forma e padrões de movimento não correspondiam a nenhum objecto comum ou conhecido.

Nesse mesmo dia, diversas fontes reportaram a queda de filamentos brancos de textura invulgar sobre a cidade, presenciados inclusivamente a centenas de quilómetros de distância pelo piloto Conceição e Silva (mais tarde o Chefe do Estado Maior da Força Aérea) que se preparava para ensaiar um voo a partir da base aérea de Sintra. As análises ao microscópio desses filamentos por parte do Professor Amaral revelaram um estranho ser vivo, classificado como “desconhecido” para a totalidade dos biólogos que o analisaram.

(Parte 1)

(Parte 2)

(Parte 3)

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: